Perder peso e entrar em forma não é algo fácil! Por isso, compreender melhor sobre o funcionamento do organismo e os fatores que influenciam na composição do nosso corpo é essencial.

Logo, para ter um corpo saudável e definido, além de reduzir o consumo de alimentos ricos em gorduras, é fundamental praticar exercícios físicos regularmente. Então, você sabe qual é o seu percentual de gordura corporal ideal?

Eliminar o excesso de tecido adiposo disponível é importante não só em questões de aparência, mas para a sua saúde em geral. No entanto, esse valor pode variar de acordo com o gênero e o biótipo do indivíduo, uma vez que as mulheres apresentam maior porcentagem de gordura em comparação aos homens.

Continue a leitura deste post e saiba como calcular o seu percentual de body fat. Confira!

Como é calculado o body fat?

O nosso corpo é composto basicamente por massa magra (músculos e vísceras), massa gorda (gordura) e água. O percentual de gordura é um dos índices utilizados para avaliar a nossa composição corporal, porém alguns fatores devem ser levados em consideração  como o biótipo do indivíduo, que pode afetar diretamente na sua capacidade de acumular gordura.

Para calcular a porcentagem de gordura corporal, podemos utilizar a fórmula:

  • BT= (1,20 x IMC) + (0,23 x idade) – (10,8 x sexo) – 5.4.

Ao realizar o cálculo, é necessário inserir um valor específico para cada sexo, sendo os homens substituídos pela número um e mulheres pelo número zero.

Além disso, equipamentos como a bioimpedância também são utilizados para avaliar de maneira simples o peso, a quantidade de água, músculo e gordura presente no corpo por meio da passagem de uma leve corrente elétrica.

Outro método que pode ser empregado para mensuração de percentual de gordura é a avaliação antropométrica. Esse método baseia-se na medição das circunferências e dobras cutâneas, fornecendo assim um valor aproximado da composição corporal e os padrões de distribuição de tecido adiposo.

Em média, as mulheres apresentam maior fração de gordura corporal em comparação aos homens. Isso acontece devido a alguns fatores fisiológicos, pois em algum momento de suas vidas elas podem engravidar e, sendo assim, o organismo começa a estocar energia em forma de gordura para alimentar a criança.

Já no envelhecimento é comum aumentar essas reservas de gordura, pois o metabolismo tende a desacelerar com o passar do tempo.

Como chegar a um percentual de gordura ideal?

Como já mencionado, o nosso corpo é composto principalmente por gordura, músculos, ossos e órgãos. Diante disso, as células de gorduras desempenham funções importantes no organismo, pois protegem os órgãos contra lesões, controlam a temperatura corporal, participam da produção e regulação de vários hormônios, além de serem uma ótima fonte de energia.

Apesar de fornecer inúmeros benefícios, saber a quantidade de gordura corporal é fundamental para determinar sua saúde e condicionamento físico, já que a maneira que ela está distribuída é mais importante que o peso em si. Mas, afinal, qual o caminho para se chegar a um percentual de gordura corporal ideal?

Quando passamos longos períodos sem comer, o nosso organismo tende a acumular células de gordura, de modo a assegurar que tenha energia suficiente para desenvolver as funções vitais para o corpo. Portanto, manter a porcentagem dentro dos valores ideias é indispensável para que todos os processos sejam executados corretamente.

A maioria dos indivíduos que dispõe de uma rotina de hábitos saudáveis tem menores chances de acúmulo de células de gordura quando comparado a uma pessoa sedentária. Em razão disso, para equilibrar essa balança é essencial praticar atividade física e ter uma ingestão adequada de fibras, proteínas magras, gorduras boas, água, além de controlar o consumo de alimentos ricos em carboidratos simples.

Quais os riscos de ter um percentual muito alto ou muito baixo?

Como você já deve ter notado, o percentual de gordura não está diretamente relacionado à qualidade da sua saúde. Seja esse valor muito alto ou muito baixo, ele pode acabar resultando no surgimento de vários problemas de saúde, especialmente para aqueles que têm uma dieta com pouco aporte de nutrientes e que não se exercitam regularmente.

Dessa forma, quanto maior o seu percentual de gordura corporal, maiores são os riscos para o desenvolvimento de doenças crônicas, como câncer, diabetes melittus, hipertensão, entre outras.

Por outro lado, uma fração muito baixa pode acarretar deficiências de vitaminas lipossolúveis, que o organismo só consegue absorver na presença de gordura. Em consequência disso, podem surgir sintomas como perda de força e de massa muscular, redução do apetite sexual, irritabilidade, entre outras coisas.

Outro ponto que deve ser considerado é que em situações de déficit calórico, o nosso corpo não consegue produzir energia suficiente para suprir suas necessidades vitais. Com isso, ele começa a utilizar os músculos como combustível para gerar energia, o que prejudica o rendimento nos treinos.

Qual a importância de acompanhar os principais indicadores corporais?

Na adolescência, o excesso de gordura corporal pode estar associado a algumas alterações metabólicas importantes, tais como dislipidemias, hipertensão arterial e hiperinsulinemia.

Engana-se quem acredita que indivíduos com o baixo peso ou peso normal, podem não apresentar esse percentual elevado. Portanto, realizar um acompanhamento dos principais indicadores corporais é importante para manter o percentual de gordura dentro do recomendado, de modo que auxilia na orientação e prescrição de exercícios em relação à intensidade e frequência.

Quem o objetivo ganhar massa muscular, reduzir o percentual de gordura e manter o corpo funcionando corretamente, é fundamental contar com o auxílio de um educador físico em conjunto com o nutricionista. Dessa maneira, é possível planejar uma alimentação equilibrada e o tipo de treino de acordo com a fase do treinamento.

Manter o percentual de gordura corporal ideal é um desafio para muita gente. Nesse sentido, garantir a produção adequada dos hormônios, proteger os órgãos internos e manter a temperatura do corpo ideal são alguns dos principais benefícios da gordura para nossa saúde.

Agora que você já sabe como é calculado o seu percentual de body fat, que tal calcular o seu? Se você gostou das nossas dicas, deixe o seu comentário!